Home» Sala de Imprensa » CEEE reconstrói linha de transmissão no Taim

27/02/2019

CEEE reconstrói linha de transmissão no Taim

Técnicos da CEEE restabeleceram, na noite desta segunda-feira, 25, duas torres de transmissão que foram derrubadas por fenômeno climático na madrugada de domingo, 24, e deixaram os municípios de Santa Vitória do Palmar e Chuí sem energia.

Na madrugada de domingo, 24, um fenômeno conhecido como supercélula, que são tipos de tempestades capazes de produzir tornados ou microexplosões, se formou na região do Taim, em Rio Grande. Os fortes ventos produzidos no local provocaram o desligamento de duas linhas de transmissão (LTs): uma de 138 mil volts da CEEE, que interliga as subestações Quinta e Marmeleiro, e uma de 525 mil volts do consórcio TSLE, sob responsabilidade da Eletrosul (51%) e CEEE-GT (49%), entre Povo Novo e Marmeleiro 2. Na primeira, duas estruturas de madeira, foram quebradas acima do solo. Na segunda, oito torres foram danificadas, sendo que três ficaram totalmente destruídas e quatro ficaram com toda a parte superior retorcida.

 

As estruturas destruídas ficam numa área de banhado e só foram identificadas com auxílio de binóculos. Mais de 50 técnicos da CEEE se revezaram desde a madrugada de domingo para a recompor das torres. Equipes especializadas em linhas de transmissão foram deslocadas de Osório e de Pelotas para o atendimento dessa ocorrência. O trabalho de retaguarda e apoio logístico envolveu também colegas de Porto Alegre.

Foram vários obstáculos enfrentados para acessar o local e para levantar os postes, que têm até 24 metros de altura. Foram utilizados seis caminhões e nove camionetes que, mesmo tracionadas, precisaram ser rebocadas por trator e retroescavadeiras (uma delas, cedida por um morador). A fim de fazer as fundações, foi necessário uso de bomba hidráulica para drenar o solo, pois as valas onde as estruturas seriam instaladas estavam cobertas de água. Quando a noite avançava, as equipes utilizaram estruturas móveis de iluminação com gerador e os faróis dos veículos para não interromper o trabalho que, graças ao comprometimento e competência dos envolvidos, pôde ser concluído às 23h16 de segunda-feira, 25.

A linha da CEEE é composta por 700 estruturas distribuídas nos 140 km de extensão da LT. Ela funcionava como reserva, já que o abastecimento de Santa Vitória do Palmar e Chuí é feito pela linha de 525 mil volts da TSLE, que também é responsável pelo escoamento da energia produzida nos parques eólicos da região. Como, num primeiro momento não havia previsão para reestabelecimento, a LT da CEEE se tornou a única opção disponível para atender a região no mais curto espaço de tempo.

De acordo com a TSLE, 150 profissionais estão mobilizados para recompor as oito estruturas danificadas, que têm aproximadamente 60 metros de altura e pesam 14 toneladas cada. A previsão de conclusão dos trabalhos é o dia 8 de março, com possibilidade de antecipação. Até lá, o extremo sul do RS seguirá abastecido pela linha de 138 mil volts da CEEE.

 

Mais sobre o Grupo CEEE: O Grupo CEEE atua no setor energético e está presente em todo o Estado do Rio Grande do Sul, onde possui concessões de usinas hidrelétricas e eólicas, de transmissão e de distribuição de energia, além de participações em empreendimentos ligados ao setor. Entre usinas próprias e participações, a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica tem potência instalada de 1.252,22 MW. São 15 usinas próprias (que somam de 909,0 MW de capacidade instalada), concentradas nas regiões norte e nordeste do Rio Grande do Sul.

Mais sobre a TSLE: a Transmissora Sul Litorânea de Energia S.A. (TSLE) tem seu capital social formado em 51% por ações da Eletrosul e 49% pela CEEE-GT. Foi constituída em 10 de julho de 2012 com o propósito específico de construção, operação e manutenção das instalações de transmissão resultantes do leilão Aneel nº 05/2012. O conjunto de empreendimentos da empresa é composto pela LT Nova Santa Rita - Povo Novo (525 kV), com 281 km; LT Povo Novo - Marmeleiro (525 kV), com 154 km; LT Marmeleiro - Santa Vitória do Palmar (525 kV), com 52 km; SE 525/230 kV Povo Novo; SE 525 kV Marmeleiro e SE 525/138 kV Santa Vitória do Palmar, além de outras estruturas localizadas no Rio Grande do Sul.

Fonte: Letícia Jardim (texto) e foto Divulgação/Grupo CEEE

Grupo CEEE

Todos os direitos reservados ® 2016