Home» Sala de Imprensa » CEEE dá dicas para curtir o frio com segurança

04/07/2019

CEEE dá dicas para curtir o frio com segurança

Com previsão de frio intenso para os próximos dias, a CEEE lembra que é importante atentar para o uso de eletrodomésticos que garantem mais conforto. Isso porque alguns equipamentos têm alto consumo (o que pode trazer surpresas na fatura de energia) e, se mau utilizados, podem causar acidentes.

O aquecedor elétrico (ou estufa) é um deles: não deve ser ligado com uso de adaptadores ou “T”s e as saídas de ar devem estar livres. Não caia na tentação de colocar roupas para secar sobre o aparelho: além de diminuir a eficiência, pode acabar provocando incêndios.

Outro ponto de destaque é que a rede elétrica da unidade consumidora deve estar dimensionada para os eletrodomésticos que serão usados. Conectar mais de um aparelho de alta potência pode sobrecarregar a rede e “derrubar” o disjuntor e causar curto-circuitos. A recomendação da CEEE é que, na hora de fazer as instalações elétricas, sejam contratados técnicos especializados, uma vez que redes inadequadas potencializam perdas elétricas (fugas de energia) e causam riscos de acidentes por choque.

Quanto à economia, um bom indicador é o selo Procel, do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica. O selo permite ao consumidor conhecer, entre os eletrodomésticos à disposição no mercado, os mais eficientes e que consomem menos energia em cada categoria.

Confira mais dicas da CEEE para usar a energia elétrica com conforto e sem desperdício no inverno:

 

·         Ar condicionado e estufas:

o   Equipamentos que tem por finalidade produzir calor são grandes consumidores de energia elétrica, por isso, lembre-se que apesar do inverno gaúcho ser bastante rigoroso é preciso manter o bom senso. O uso intensivo de ar condicionado e principalmente de estufas pode aumentar consideravelmente o valor da sua fatura;

o   Dimensione adequadamente o aparelho para o tamanho do ambiente;

o   Mantenha as portas e janelas fechadas, quando o ar condicionado estiver ligado;

o   Limpe os filtros regularmente e não obstrua a saída de ar com móveis, cortinas ou outros utensílios.

 

·         Chuveiro:

o   Evite banhos demorados.

o   Sempre que possível, programe seus banhos para os inícios ou finais de tarde, quando a temperatura ainda não baixou muito.

o   Mantenha os orifícios da passagem de água do seu chuveiro elétrico limpos;

o   Não reaproveite resistências queimadas.

 

·         Iluminação:

o   Dê preferência à iluminação natural. Abra cortinas, janelas e persianas da sua casa;

o   Substitua as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas ou LED, que tem uma durabilidade maior e proporcionam uma redução importante no consumo, de acordo com o modelo e a potência de lâmpadas comparadas;

o   Pinte o teto e paredes internas de sua residência com cores claras, que refletem melhor a luz e diminuem a necessidade de iluminação artificial.

 

·         Geladeira:

o   Ajuste o termostato para adequar à temperatura externa. No inverno, a geladeira não precisa operar a plena capacidade como nos dias quentes.

o   Observe a borracha de vedação da sua geladeira periodicamente. Vedação defeituosa provoca um dos maiores desperdícios de energia;

o   Abra a porta da geladeira somente quando necessário. Evite deixa-la aberta por muito tempo;

o   Nunca utilize a parte traseira das geladeiras para secar roupas ou outros utensílios;

o   Evite guardar alimentos e líquidos quentes dentro das geladeiras;

o   Equipamentos com mais de 10 anos em atividade são menos eficientes que os novos e acabam consumindo mais, impactando na conta de luz.

 

·         Ferro de passar roupas:

o   Acumule a maior quantidade de roupas para passar de uma só vez e, se possível, faça isso em um dia da semana. Passe primeiro as peças que requeiram temperaturas mais baixas.

Fonte: Letícia Jardim

Grupo CEEE

Todos os direitos reservados ® 2016